Passar para o Conteúdo Principal

logótipo mirandela

Hoje
Hoje
Amanhã
Amanhã

Equipa de Intervenção Precoce na Infância

A nível conceptual, o Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância tem como base as linhas orientadoras do Despacho Conjunto nº891/99 dos Ministérios da Educação, da Saúde e do Trabalho e mais recentemente, o Decreto-lei nº 281/2009, publicado em Diário da Republica, I Série, nº 193 de 06-10-2009. «Intervenção precoce na infância (IPI)» entende-se pelo conjunto de medidas de apoio integrado, centrado na criança e na família, incluindo ações de natureza preventiva e reabilitativa, com a atuação coordenada dos Ministérios da Educação, da Saúde e do Trabalho e Segurança Social, em conjunto com as famílias e as comunidades. Neste programa o envolvimento da família em todo o processo de intervenção é condição, o estabelecimento de relações de confiança entre profissionais e famílias, o trabalho em equipa e a rentabilização de recursos são vértices fundamentais de todo o processo.

Esta intervenção é dirigida a crianças entre os 0 e os 6 anos, incidindo prioritariamente dos 0 aos 3 anos, com alterações nas funções ou estruturas do corpo, que possam limitar o seu crescimento pessoal, e a participação nas atividades próprias para a sua idade e seu contexto social, bem como das crianças com risco grave de atraso de desenvolvimento, e das suas famílias. A estrutura de Intervenção Precoce é formada por Equipas de Intervenção Direta (EID) a nível concelhio, sediada nas instalações da UCC Mirandela. Sendo estas EID constituídas por diversos profissionais/técnicos, entre estes psicólogos, assistentes sociais, médicos, enfermeiros e educadoras de infância especializadas.

Atualmente, a Equipa de Intervenção Precoce tem como metodologia de atuação potencializar o seu apoio centrado na família recorrendo a práticas que se baseiam nas suas necessidades e preocupações, nos pontos fortes, nos recursos existentes, e a práticas que ao disponibilizar ajuda potenciam competências, de modo que esta tenha um papel ativo e decisor em todo o processo. Tem-se vindo a desenvolver o nosso trabalho privilegiando o ambiente natural da criança. A intervenção poderá ser feita no domicílio, Hospitais, Creches, JI, CAT, outros. Poderá contemplar o apoio/intervenção semanal, conforme a situação e a problemática de cada uma. Prestamos apoio no encaminhamento da criança/família para outros recursos ou nas consultas das diferentes especialidades, sempre que se justifique.

A referenciação pode ser feita pela família, pela creche/ jardim-de-infância, médico/enfermeira de família, Serviço Social, CPCJ, entre outros. Este trabalho desenvolve-se de uma modo sistemático tendo por base o modelo transdisciplinar abarcando todos os técnicos nas diversas dimensões do processo/ avaliação da criança. Quanto mais cedo se iniciar a Intervenção Precoce, maior será o potencial de desenvolvimento de cada criança. Os estudos revelam que o envolvimento dos pais/ prestadores de cuidados, têm um papel importante, já que, as famílias das crianças, com deficiência, ou em risco, precisam de um maior apoio social e instrumental e de desenvolver competências para lidar com os filhos com necessidades especiais. Estes fatores aparentam desempenhar um papel importante nos processos de intervenção da criança, tendo como principal desafio a coresponsabilização de todos assegurando o direito à participação e à inclusão social.

Folheto

ÁREA DE MUNÍCIPE

Aceda à sua Área de Munícipe para ter acesso aos Serviços Online, Gestão de Newsletters entre outras funcionalidades.

CONTACTOS

Câmara Municipal de Mirandela
Praça do Município
5370-288 Mirandela

Telefone 278 200 200
Fax 278 265 753
E-mail geral@cm-mirandela.pt

Linha verde: 800 205 791