Passar para o Conteúdo Principal

logótipo mirandela

Hoje
Hoje
Amanhã
Amanhã

XXII Feira da Alheira de Mirandela

FAM_2021_1920x580_Banner


História da Feira da Alheira de Mirandela

História (1)
A primeira edição da FAM – Feira da Alheira de Mirandela decorreu em 1999, por iniciativa da Associação Comercial e Industrial de Mirandela com o principal objetivo de dar suporte ao pedido de certificação do produto Alheira de Mirandela.
Desde aí, com o apoio do Município de Mirandela, a FAM realiza-se anualmente, no início de cada mês de março, e foi ganhando dimensão. Um certame que inicialmente era uma montra de produtos locais, transformou-se num grande evento de referência nacional e internacional que conjuga a vertente comercial com entretenimento e gastronomia.
A localização geográfica da FAM no Parque do Império, junto ao rio Tua, a quantidades e a qualidade dos produtos expostos, a possibilidade de degustação de iguarias no pátio da restauração, o cartaz musical, bem como o programa complementar, motivam anualmente a deslocação de milhares de visitantes a Mirandela para participar neste evento.

 


História da Alheira

História Alheira_Estação
As primeiras referências do enchido “alheira” surgem no século XVI, como uma original forma dos judeus praticantes enganarem a Inquisição espanhola, durante o reinado de Isabel de Castela. A rainha, profundamente católica, acreditava que os judeus que habitavam a Península Ibérica durante a conquista do último bastião Mouro (Granada) e que se refugiaram em Portugal, poderiam incentivar os já convertidos em cristãos a regressar à sua religião original. Para evitar a perseguição e condenação à morte, estes judeus formaram comunidades onde se faziam passar por cristãos, simulando o seu estilo de vida através de várias artimanhas. Uma delas, tinha a ver com a alimentação, pois a carne de porco fazia parte da dieta alimentar dos cristãos, enquanto que a religião judaica proibia o seu consumo. Esta era uma das formas que a Inquisição espanhola tinha para identificar os judeus, avaliando se estes consumiam carne de porco ou não. Para enganar os inquisidores, os judeus criaram então um enchido que continha apenas carne de frango e pão, que em aspeto se assemelhava aos enchidos com carne de porco consumidos pelos cristãos.
Quanto à Alheira de Mirandela propriamente dita, certamente que a sua história deriva destas comunidades judaicas que se radicaram no Nordeste de Portugal e que potenciaram nesta região uma forte tradição de fabrico de enchidos. Com a chegada do caminho-de-ferro no século XIX, Mirandela tornou-se num importante interposto rodoviário de mercadorias entre a região transmontana e o resto do país, seguindo as encomendas com a chancela “Mirandela” gravada nas embalagens, era então comum que as alheiras expedidas da região fossem designadas como “alheiras de Mirandela”.
Tudo isto motivou um crescimento exponencial do fabrico de alheiras no concelho de Mirandela, criando uma forte identidade gastronómica que culminou, em 2016, na criação na Identidade Geográfica Protegida da Alheira de Mirandela.
Atualmente, o setor da alheira é responsável por empregar cerca de 700 pessoas e movimenta mais de 30 milhões de euros por ano.


Alheira de Mirandela IGP

IGP-Alheira
O processo de certificação da Alheira de Mirandela contou com o envolvimento dos produtores de alheira locais, do Município de Mirandela e, especialmente, da Associação Comercial e Industrial de Mirandela que liderou os procedimentos, enquanto entidade gestora da Alheira de Mirandela.
Teve início em 1994, com a atribuição do Certificado de Especificidade à Alheira de Mirandela, que lhe conferiu a qualificação de Especialidade Tradicional Garantida – Registo Provisório. No entanto, esta proteção ficava aquém das expetativas dos produtores de Alheira de Mirandela, que há muito ansiavam, não só o reconhecimento e proteção de um Caderno de Encargos, mas também que a produção se limitasse à área geográfica do concelho de Mirandela.
Só em 16 de fevereiro de 2016, a União Europeia classificou Alheira de Mirandela como um produto de Indicação Geográfica Protegida (IGP), finalizando com êxito um longo processo. Com a IGP, a Alheira de Mirandela garante a proteção do seu nome, das suas qualidades específicas e da reputação que a relaciona com o território.


Prémios & Distinções

Prémios-Alheira
Em 2011, a candidatura da Alheira de Mirandela (IG) à categoria de Prato de Entrada ao Concurso “7 Maravilhas da Gastronomia”, foi selecionada por um painel de notáveis como a única representante da Região de Trás-os-Montes e Alto Douro, num universo de 430 candidaturas a nível nacional. A 10 de Setembro de 2011, numa gala transmitida pela RTP1, a Alheira de Mirandela (IG) foi eleita pelos portugueses como uma das 7 Maravilhas da Gastronomia de Portugal, um justo reconhecimento da sua genuinidade e da qualidade dos produtos com que é confecionada.
Em 2018 e 2019, a Alheira de Mirandela foi consecutivamente eleita pelos consumidores para receber o prémio Cinco Estrelas Regiões na categoria “Produtos Tradicionais Portugueses”. Este galardão foi criado especificamente para distinguir os principais recursos patrimoniais que caracterizam e valorizam cada região e a tornam num destino verdadeiramente Cinco Estrelas. Como marca exclusivamente de origem portuguesa, de grande relevo regional, a Alheira de Mirandela foi em 2018 o único enchido vencedor a nível nacional.

ÁREA DE MUNÍCIPE

Aceda à sua Área de Munícipe para ter acesso aos Serviços Online, Gestão de Newsletters entre outras funcionalidades.

CONTACTOS

Câmara Municipal de Mirandela
Praça do Município
5370-288 Mirandela

Telefone 278 200 200
Fax 278 265 753
E-mail geral@cm-mirandela.pt

Linha Verde e Proteção Civil: 800 205 791